quarta-feira, 22 de junho de 2011

Capitulo 12

Eles encontraram um bar, Zac pediu champanhe, Vanessa mal tomou alguns goles quando Ashley perguntou baixinho.
Ash: Aquela não é...
XxxX: Franco! Quem teria pensado em encontrar você aqui?
Ash: Hilary (concluiu).
Vanessa abandonou de vez o pensamento antipático de achar que a atriz se empenhava em descobrir cada movimento dela. Coincidência era uma opção que estava descartada.
Hilary: Estou com alguns amigos. (declarou, enquanto passava os dedos com as unhas pintadas de vermelho pela roupa de Zac). Vamos nos juntar a vocês.
Não se ela pudesse evitar.
Van: Obrigado, mas...
Hilary: Obrigado? (a atriz sorriu para Zac de forma sedutora). Da próxima vez, querido, certo? ( Ela não esperou pelo consentimento e saiu andando).
Dominadora seria a melhor definição. Com uma perfeita tática cronometrada, Hilary parou a uns dez passos e lançou um olhar provocativo por cima dos ombros para Zac.
Ash: Devemos aplaudir?
Vanessa percebeu o cinismo de Ashley e revirou os olhos.
Van: Definitivamente, é um bombardeio.
Ash: Ela é uma bruxa.
Van: Perigosa.
Ash: E mais alguma coisa. Precisamos de uma estratégia (Ashley disse com firmeza, e Vanessa levantou uma das sobrancelhas).
Van: Precisamos?
Ash: Sim, claro (ela aproximou-se e disse). Vou lhe telefonar. (Depois disso, pegou a mão do marido e partiram).
Vanessa deu um sorriso ansioso enquanto eles partiam.
Zac: Quer tentar a sorte no cassino?
Van: Por que não? Tudo bem.
Luzes fortes, multidão e barulho. Diversão, ela pensou, enquanto trocava o dinheiro pelas fichas, e logo escolheu um caça níqueis. Ela apostou, perdeu e deixou Zac jogar, que por sua vez, ganhou. Naturalmente.
Zac: Você está satisfeita?
Um grito de alegria veio de uma mesa próxima, quando Vanessa virou-se, viu o operador da mesa empurrando uma pilha de fichas na direção do ganhador.
Uma rodada de dados seria interessante, mas antes ela queria retocar a maquiagem.
Van: Estarei de volta em cinco minutos.
Ela ajeitou o cabelo e estava retocando o batom, quando percebeu a presença de Hilary pelo reflexo do espelho da bancada das pias.
A idéia de que a atriz os estava seguindo era estranha. O olhar agressivo e assustador indicava que não haveria nenhuma intenção de civilidade.
Ótimo. Discussão à meia-noite. Era tudo que ela precisava. Que tal usar o ataque como estratégia de defesa?
Van: Há algo que queira falar? ( Nada como se jogar de cabeça no precipício).
Hilary: O Zac é meu.
Vanessa levantou uma das sobrancelhas.
Van: E eu sou uma história?
Hilary: Acertou uma, querida.
Van: Se você pensa que me afastarei humildemente... esqueça.
Hilary lançou um olhar de piedade.
Hilary: Querida, eu posso fazer coisas com ele que você nem sequer ouviu falar.
Oh, céus. A coisa estava se tornando uma baixaria. (Vanessa lamentou em pensamento)
Van: Você acha?
A atriz passou a ponta da língua pelo lábio superior.
Hilary: Sem dúvida.
Van: Truques sexuais, Hilary? É triste você ter que usar este artifício.
Ela disse isso quando estava saindo.
Hilary: Com ciúmes, querida? (Vanessa não respondeu ao insulto e seguiu seu caminho).
Zac: Quer ir embora? (perguntou quando ela se aproximou).
Agora, tinha que decidir rapidamente! Fugir ou ficar. Ela sorriu para ele.
Van: Depois de uma rodada de dados. (E certifique-se de que Hilary não esteja me vigiando como um guerreiro ferido- pensou).
Parecia que a sorte estava de férias, os dados também não a fizeram ganhar. Ela afastou-se, achou melhor observar ao invés de participar.
Já era quase meia-noite quando Zac pegou a estrada principal na direção de casa. A noite estava clara e o céu estrelado indicava que o dia seguinte seria ótimo.
Van: O Cirque du Soleil foi fantástico (declarou, quando estacionaram o carro, acrescentando:) Foi muito gentil você ter convidado o Scott e a Ashley.
Zac: Foi um prazer.
Eles subiram a escada juntos e entraram no quarto.
Primeiro, ela tirou os sapatos, depois, a calça. O blazer, a blusa... a maquiagem e, por último, o prendedor do cabelo.
Ele fez o mesmo, sem conseguir tirar os olhos daquela sofisticada mulher que soltava os cabelos e sacudia-os.
Vanessa era pequena, delicada e com um falso ar de fragilidade que contrastava com sua força interior.
Uma máquina de energia portátil, Zac pensou ao olhar para aquela mulher que, devido à sua riqueza, poderia facilmente ter se transformado em uma dondoca preocupada com os eventos sociais. Em vez disso, escolheu a empresa e estava determinada a ser bem-sucedida. Preocupada em preservar e ampliar o patrimônio deles.
As mulheres com quem ele dormiu no passado estavam mais interessadas nas rendas e nos vestidos de noite de seda... ou em se exibirem nuas para ele.
Contudo, essa mulher desafiava as normas e escolheu uma camiseta de algodão duas vezes maior que o número dela. Caramba, ela ficava muito mais sexy assim do que vestindo qualquer vestido de seda ou renda.
Zac: Deixe assim.
Ela estava fazendo uma trança para não deixar os cabelos soltos.
Van: Eles ficam embaraçados se eu deixá-los soltos durante a noite.
Zac posicionou-se atrás dela e segurou suas mãos para impedir que ela continuasse. Em seguida, passou os dedos pelos cabelos sedosos dela.
Imediatamente, ela sentiu o corpo vibrar e esquentar, sentiu-se viva como só ele era capaz de fazê-la sentir-se.
Ele usou os dedos para fazer uma massagem circular, apertando, aliviando, até ela quase suspirar de prazer.
Estava tão bom que ela soltou um gemido quando ele começou a massagear as têmporas, a base do pescoço e os ombros.
Ele afastou os cabelos da nuca, beijou o pescoço e quando percebeu que ela estava toda arrepiada, retirou a camiseta e abraçou-a por trás passando o braço pelos seios dela.
O desejo de excitá-lo e provocá-lo aumentou conforme ela se virou e começou uma exploração sensual pelo corpo dele. Ele arfava de prazer.
Com alguns toques suaves nas partes mais sensíveis do corpo, ela pôde perceber a musculatura dele se contrair enquanto testava seus limites.
Prazeres primitivos, táticas e intimidades.
Não satisfeita, ela passou a língua do lado direito peitoral dele, saboreou e, finalmente, deu uma leve mordida.
Um gemido rouco saiu da garganta dele quando ela fez o mesmo com o outro lado e passou a explorar a região do umbigo com a língua. Continuou pelo abdome definido e seguiu pela fileira de pêlos até chegar ao centro do prazer dele.
A ereção dele deixou-a fascinada e provocou uma contração muscular nas suas partes mais íntimas, era uma antecipação do que ela sentiria quando ele a possuísse. Os movimentos sincronizados de vai e vem que ela fazia deixaram-no louco. Ele levou-a para a beira da cama, inclinou-se sobre ela e possuiu-a de tal forma que Vanessa chegou a gritar de prazer.
Zac: Satisfeita? (a voz dele era quase um sussurro inaudível quando puxou-a para junto de si e tomou a boca de Vanessa em um beijo).
Com um movimento rápido, ela passou as pernas em volta da cintura dele e o segurou, regozijando-se de prazer na medida em que ele se movimentava sobre ela, utilizando toda a energia primitiva de um bom sexo.
Sexo maravilhoso, ela admitiu mais tarde, deitada nos braços dele.



Cenas do Próximo Capitulo...

"Ash:  Gostaria de sair para jantar e pegar um cinema?
Van: Onde está Scott?
Ash: Com Zac fora da cidade, você deve se sentir como uma garota em uma despedida de solteira."


"XxxX: Ashley, Vanessa. Duas das minhas mulheres favoritas.
A voz com sotaque arrastado era familiar. Elas se viraram juntas e se depararam com Chace Crawford e seu irmão, Lucas. Chace apontou as duas cadeiras vazias.
Chace: Parece que não tem outra mesa vazia. Podemos nos juntar a vocês?"



Não sei se vou conseguir postar amanhã... sorry... se der tempo eu posto.... muitotrabalhoaserfeito...


Por favor não deixem de comentar tá!



Milhões de beijossssssssss!

7 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    Que que foi isso?
    Adorei o cap!
    Perfeito!
    A Hillary definitavamente é uma VACA!
    Aff!Ela é muito chata!
    Amei amei o cap!
    Posta logo
    Bjos amorê

    ResponderExcluir
  2. Ameiiii o cap
    Lindo!!!!
    Essa Hillary é totalmente psicopata
    Tipo ela ta seguindo eles,deu meda
    Desculpe naum ter comentado nos outros cap,só tive tempo de ler,sorry
    Prometa sempre comentar de agora em diante hehe
    Posta logo mais,please
    Bjs dear

    ResponderExcluir
  3. Belíssimo, és uma óptima escritora :)

    ResponderExcluir
  4. Que cap perfeeeito nossa,aah que odio daquela hilary idiooota
    a vanessa agr mostrou pra hilary que o zac é dela HÁ,mostrou ser forte tbm AIEIEOAEI
    POSTA LOGO
    BJS

    ResponderExcluir
  5. AAAAA que cap hot amei amei amei
    eu tbm n to tendo muito tempo aff
    o cap ficou demais essa hilary a cada cap
    o meu odio cresce por ela grrr
    rsrs posta logo bjss

    ResponderExcluir
  6. Capitulo perfeito.
    Posta logo!
    http://amorproibido-raiza.blogspot.com/ divulga?
    Obg
    beijoos

    ResponderExcluir
  7. ainnq raiva da hilary,,,ela é mto chatah
    aa postah logoh vai..tah tao bom e sempre da uma curiosidade pra saber o restoh...
    espero o proximo capitulo tah?kkk
    bjs

    ResponderExcluir

Gostaram??? Comentem!!! Uma mensagem... Uma sugestão... ou apenas um Oi...!!! bjsss!!!!