sexta-feira, 1 de julho de 2011

Capitulo 17

Oh, Senhor, ela resmungou em seguida. A hora... que horas eram? Soltou outro suspiro quando viu a hora. Pulou da cama, tomou um banho, vestiu-se, pegou umas frutas na cozinha e foi para a garagem.
Gastou a maior parte da manhã recebendo e fazendo ligações. Fez um lanche rápido em um café próximo ao escritório e retornou para verificar os objetivos de uma campanha de marketing.
Impacto visual, Vanessa determinou enquanto examinava o croqui da campanha. Simples, direta, com a mensagem embutida no texto.
Bem, se eles olhassem a imagem de fundo de uma das campanhas, o texto da outra... talvez encontrassem alguma coisa.
Voltou ao trabalho, digitalizou as imagens em seu laptop, ajustou, juntou, até que estivesse quase bom. O celular tocou e ela atendeu, como por instinto, sem verificar quem era.
XxxX: É Hilary, querida. (Ela já deveria imaginar).
A civilidade estava fora de cogitação.
Van: Sim? (chega de revelações, ela pensou).
Hilary: Parece que Zac está incomunicável.
Ela não fez nenhum comentário, depois de alguns segundos a atriz continuou.
Hilary: Agradeça a ele pelo presente, a mesa é maravilhosa.
Hilary desligou e Vanessa quase arremessou o celular contra a parede mais próxima.
Em vez disso, procurou o número do Hotel e conseguiu falar com a pessoa certa, que confirmou a presença de Zac na noite anterior em companhia de um outro senhor, e, sim, ao verificar o dia e a hora na cópia da nota fiscal, constatou que a conta fora paga às dez e vinte e cinco da noite.
As mentiras de Hilary estavam se acumulando.
Seria possível que a mesa presenteada fosse outra?
Eram quase seis horas quando Vanessa estacionou o BMW na garagem e percebeu que o carro de Zac ainda não estava lá, o que significava que ele pegaria o vôo da noite.
Foi para a cozinha, deliciou-se com o aroma da comida e sentiu a fome aumentar.
Van: Olá, Rosa. Zac vai se atrasar (e verificou a hora). Meia hora, certo? Vou tomar um banho e me trocar.
A governanta deu um sorriso carinhoso.
Rosa: Chegou uma encomenda para a senhora. Coloquei no seu escritório.
Van: Obrigada. (Uma encomenda? De quem? E por que no escritório?)
Ela sentiu o estômago revirar-se de tensão. Outra detestável surpresa de Hilary?
Vanessa foi para o escritório e abriu a porta sem saber o que iria encontrar.
Ah, meu Deus... Ela ficou boquiaberta e, sem emitir nenhum som, fechou a boca outra vez.
Lá estava, no lugar certo, a mesinha antiga que Zac arrematou no leilão por uma pequena fortuna.
Ela não sabia se chorava ou sorria... ou os dois. Por um momento, simplesmente engoliu o choro, depois, aproximou-se da mesinha, passou os dedos levemente pela madeira, deteve-se nas partes esculpidas, checou as pequenas gavetas e as chaves.
Um presente adquirido por um homem que sabia o quanto aquilo significava para ela. Não pelo valor monetário, mas pela exclusividade do trabalho artesanal.
Uma onda de prazer tomou conta de seu corpo, invadindo o coração e tocando a alma.
Talvez pudesse começar a acreditar que Hilary estivesse fora de cena. Seria possível que a atriz nunca tenha estado em cena?
Desilusão, ou intromissão deliberada? Desejo de destruir... só por achar que poderia? Por prazer? Só para vingar-se de Zac por ele ter terminado com o relacionamento anos atrás?
Vanessa correu para o telefone e ligou para Zac e esperou-o atender.
Zac: Vanessa?
A voz dele deixou-a descontrolada e com a pulsação acelerada.
Van: Obrigada.
Zac: Pelo quê, especificamente?
Van: A mesa.
Zac: Chegou?
O momento era mágico e ela pressionou o fone com força:
Van: Eu devo lhe pedir desculpas (será que ele fazia idéia do quanto isso era difícil para ela?)
Zac: Você ligou para o Hotel. (Ela não se fez de desentendida).
Van: Sim.
Zac: Estou quase embarcando no vôo.
Van: Certo.
Ela ainda ouviu a risada discreta dele:
Zac: Espere por mim...
Ele desligou antes que ela tivesse a oportunidade de responder.
O mundo iluminou-se e ela se pegou cantarolando embaixo do chuveiro. Vestiu-se com uma calça jeans e uma camiseta curta. Voltou para a cozinha, pegou a deliciosa comida que Rosa preparou e levou para o terraço.
O céu estava claro, quase opalescente, ao anoitecer. Em breve, o sol se poria no horizonte e as cores se transformariam em sombras, assumindo variações de cinzas.
As ruas se iluminariam, os altos prédios da cidade brilhariam com o colorido das luzes de néon.
Neste momento, havia uma quietude no ar, como se os resquícios do dia traçassem sinais imperceptíveis antes de se entregarem à escuridão da noite.
Um outro cenário surgia, Vanessa percebeu. O brilho e a vivacidade das pessoas nos restaurantes e nas festas. Ao passo que nos lugares mais pobres da cidade o perigo emergia e nenhuma criatura em sã consciência ousaria se intrometer.
Era prazeroso poder sentar e aproveitar a tranqüilidade da noite, ela meditou. Neste exato momento, Zac estava no meio da viagem, em um vôo a caminho de L.A. Daqui a duas horas estaria em casa.
Ela estava ansiosa, uma sensação em forma de redemoinho começava pelo estômago e tomava conta de todo o corpo.
Será que ele se preocupava com ela? Realmente se importava?
Sentia-se como se estivesse na beira de um precipício... hesitando em dar o último passo no caso de estar tremendamente enganada e ele não estar lá para segurá-la.
As emoções conflitantes não a dominaram.
Como já estava ficando escuro, ela entrou, ativou o alarme, colocou seu prato na cozinha e subiu as escadas.
Tinha e-mails para baixar e precisava trabalhar na estratégia de marketing.
Zac a encontrou lá, profundamente concentra¬da no laptop, e ele entrou no escritório, posicionou-se ao lado dela e colocou a mão de leve em seu ombro.
Zac: Olá ( ele abaixou-se e beijou-a na testa). Ocupada?
Ela deu uma olhada para ele e não conseguiu desviar os olhos dos dele:
Van: Apenas... esperando por você. (O sorriso dele deixou-a derretida).
Zac: Espere um pouco até eu tomar um banho, esta bem?
Ele tocou o nariz dela de leve, virou-se e saiu antes que ela pudesse dizer qualquer coisa.
Ela passou o cursor pela tela do laptop e fechou os programas.
Foi então que olhou outra vez para a mesa presenteada e fechou os olhos de remorso por não ter agradecido assim que ele chegou. Era a primeira coisa que ela pretendia ter feito.
Vanessa entrou no quarto na hora em que ele estava saindo do banheiro, com uma toalha enrolada no quadril e com os cabelos molhados do banho.
Por um segundo, o ar ficou preso nos pulmões dela, e não conseguia se mover.
Ridículo, ela pensou. Ela dormia com ele, dividia as intimidades. Por que tanto pudor e tanta timidez agora?
Será que ele percebeu? Será que viu?
Céus, esperava que não.
Van: A mesa é linda, obrigada.
Zac: Venha até aqui.
A voz gentil dele derrubou qualquer tênue tentativa de resistência, mesmo assim ela não se moveu.
Por alguns segundos, ele apenas olhou para ela, depois se aproximou, levantou uma das mãos e acariciou os lábios dela... que tremeram com o toque dele.
Zac: Hilary tem muita coisa a responder. (Isso era verdade. Vanessa pensou) Ela telefonou hoje para você ( era uma afirmação, não uma pergunta). Me deixe adivinhar... ela insinuou que comprei a mesa para dar de presente a ela?
Van: Sim.
Os olhos de Zac faiscaram.
Zac: Ela é uma mulher perigosa.
Diga-me alguma coisa que eu ainda não saiba! (ela pensou)
Ele segurou o rosto dela com as duas mãos.
Zac: Juro sobre o túmulo de minha mãe... não há nada entre mim e Hilary, a não ser na cabeça dela.
As evidências contra a atriz eram muitas e as discrepâncias eram maiores ainda para que Vanessa não acreditasse nele.
Zac: Se ela ligar outra vez, transfira para mim.
Ela sabia que Hilary ligaria, só não sabia quando. Duvidava que a atriz estivesse satisfeita.
Van: Eu posso cuidar dela.
Ele pressionou os lábios contra a testa dela e permaneceu assim por alguns segundos.
Zac: Eu tenho certeza de que você pode. (Ele passou o dedo pelo nariz dela e beijou-a delicadamente, o gesto mexeu com os sentimentos dela e deixou-a animada.
Van: Oba (ela concordou baixinho em seguida). Isso é gostoso.
Ele passou os braços por trás dos joelhos dela e levou-a para a cama.
Zac: E vai ficar melhor.
Ele cumpriu a promessa. O amor que fizeram tocou profundamente o coração e a alma de Vanessa.



Cenas do Próximo Capitulo....


"Hilary: Quando é que você vai entender a mensagem? (a atriz foi direto ao assunto).
Por que fingir?
Vanessa: Talvez você devesse se perguntar isso. (A fila andou um pouco). Existe uma lei contra perseguição e assédio — (ela continuou tranqüilamente). Continue com isso e você vai se encontrar em uma situação difícil."



Se houverem mais coments do que no Cap anterior eu prometo tentar postar 02 capitulos amanhã  (01-07) apartir das 14h. Ah! Acho que vocês perceberam que as coisas estão melhorando entre eles.... rsrs


OBRIGADO POR ESTAREM SEMPRE AQUI!!!!!!!!


THANKS! THANKS!

19 comentários:

  1. Cap perfeito... ainda bem que a van esta a começar acreditar no zac...

    posta ainda hoje

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Ameiii! Parece que vanessa começa a entender melhor que os ciumes dela são em vão! Zac ama-a é um facto. Continue a escrever! Acho que perco as vezes que venho cá ver se tu tens algum capitulo novo! Estou viciada na história!Poste rápidooo,beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Adorei.. Esta optimo... as coisas estao finalmente a melhorar entra eles :D

    Ta muito perfeito o capitulo! :)

    Beijinhos *

    ResponderExcluir
  4. Verdade, o clima está a ficar mais amoroso, pequenos gesto tornaram a história em sentimentos abundantes que os atrupaçou pelo menos ela está com menos dúvidas talvez sobre ele, mais uma vez ela lindo o capítulo.

    ResponderExcluir
  5. É a Vanessa tem sido um pouco injusta com Zac, mas é porque o ama, mas acho que agora já o compreende melhor.

    ResponderExcluir
  6. Ta fantastico o capitulo, adorei! Tou a gostar dessa nova relaçao deles! =)

    Posta mais p.f.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. o cap ta perfeito to amando as historia e fico muito curiosa para o proximo beijoss

    ResponderExcluir
  8. O cap ta perfeito, posta ainda hoje! ;)

    O clima ta ficando caliente

    bjs

    ResponderExcluir
  9. Lindo!! Parabéns :D

    ResponderExcluir
  10. Lindo!!!Continua a escrevendo assim bjs

    ResponderExcluir
  11. Perfeito continua escrevendo :D
    Parabens pela historia
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá :) Adoro a tua história, é fantástica... tens muito talento, parabéns!

    ResponderExcluir
  13. percebi mesmo!!!! esse cap ficou perfeito
    ainda bem que eles estão se dando bem
    amei amei amei posta logo beijos

    ResponderExcluir
  14. AAAAAAAAAAAAAAAAAA
    Amei amei amei
    O Zac é super carinhoso com ela e é super verdadeiro o que ele sente por ele!
    Só falta ela perceber!
    Amei o cap!
    Perfeito!
    Esses dias não vai dar pra eu acompanhar a fic,porque vou viajar,mas assim que eu chegar venho com tudo!
    kkkkkkkkk
    Posta logo
    Bjos amorê

    ResponderExcluir
  15. Ameiiiii demais o cap
    Ainda bem q as coisas estão melhorando ufaa
    Eu realmente amo essa fic
    Vc escreve lindamente
    Realmente tem um talento enorme
    E naum estou falando da boca pra fora
    Ficou lindo
    To muito ansiosa
    Posta logo mais,please
    beijos

    ResponderExcluir
  16. percebii siim
    e ainda beim...jah tava na hora de algo bom acontecer
    postah msm
    é tao bom ler essa historia q vc nem imaginah
    adoro msm..nem sei o q farei qnd ela acabar..own céus..kkkk
    bjs

    ResponderExcluir
  17. amei amei amei amei amei ameiiiiiiiiiiiiiiiii
    d+
    tah mto boaa a historia jah pensou na possibilidade de cuimes da parte do zac como jah deram a ideia nos comentarios..olha eu concordo e acho legal..
    tipo qm sabe num ouvesse uma separação e a descoberta da gravides?issoo iria ser d+...bom é uma ideia
    tipo:
    eles brigam e tal se separação..mas nao de casa sabe ..por causa da empresa mas tipo de quarto...durmissem separados e tal...aiii ela descobri q tah gravida ou acontece algo com ela pro zac se tocar e se declarar
    acho q ia fikar legal
    bjsss
    adoro seu blog
    é perfeito

    ResponderExcluir
  18. awwn, amei, ta mto perfeito,
    que bom que as coisas entre eles estão melhorando
    Hilary tem que ir embora u.u kk
    amei, beeijos
    Jeh/Down to you.

    ResponderExcluir
  19. AAAAAAAH QUE CAP LIINDO
    EBA AS COISAS ESTÃO MELHORAANDO EBAAA k
    FICOU LINDO
    POOSTA MAAAIS
    BJS

    ResponderExcluir

Gostaram??? Comentem!!! Uma mensagem... Uma sugestão... ou apenas um Oi...!!! bjsss!!!!